Nenhum produto no carrinho.

Produto removido com sucesso

Desta vez, e ainda no campeonato da primavera, vamos falar sobre rosmaninho, uma planta especial que até às gavetas de roupa dá um aroma singular. O cheirinho a rosmaninho leva-nos para algumas populares tradicionais portuguesas: era utilizado para cobrir o chão durante as procissões e usado até como combustível nas fogueiras dos Santos Populares. Quem tem uma bagagem maior, assim como a lembrança, porventura lembrar-se-á de João Villaret a cantar o poema de António Lopes Ribeiro, “A Procissão”, na RTP:

Tocam os sinos da torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Vai passando a procissão.

A primavera está aí. Já se notam os dias maiores, as flores a brotar, as cores a alegrar a nossa rua e outra leveza na alma, certo? Neste novo texto do blog da Quinta das Tílias vamos conhecer os irresistíveis encantos do rosmaninho, uma planta que está muito ligada às nossas raízes e costumes.

Planta Rosmaninho, Frasco de Mel Rosmainho, uma tosta

Primeiro, a definição: o rosmaninho é uma planta (Lavandula stoechas) aromática labiada, nativa do Mediterrâneo, de folhas lineares tomentosas e flores em forma de espiga, rosadas ou violáceas. A flor desta planta chama-se alfazema. Mas, antes de mais, vamos já aqui remover o elefante que está na sala: há um erro comum que é importante tratar aqui, à boleia de um artigo da revista “Evasões”. Diz assim:

“Comecemos por usar as palavras certas e deixar de chamar lavandas às alfazemas, porque é este o autêntico nome português desta família de plantas (apesar da sua nomenclatura científica ser Lavandulas)”, pode ler-se nas páginas daquela revista. “Vamos também deixar de chamar rosmaninho ao alecrim, superando outra confusão causada pelo nome científico. É que ser o alecrim designado por Rosmarinus officinalis – e ser “romero” em espanhol, “romarin” em francês e ”rosmarino” em italiano – causa frequentes erros de tradução.” Interessante, não é?

O rosmaninho é uma planta espontânea em Portugal que podemos encontrar tanto no monte como a cultivar num lugar cheio de sol da varanda de casa, sem precisar de rega. Diz-se até que é das plantas mais fáceis de cuidar, pois vive bem perto do mar, em altitude ou até sob condições meteorológicas desfavoráveis e extremas.

O rosmaninho pode ser usado para condimentar os assados e os doces. Ou, como já dissemos, perfumar a roupa que descansa nas gavetas de nossa casa. É mais uma maravilha da natureza, mas temos outra: o mel de rosmaninho da Quinta das Tílias (veja aqui). O nosso mel de rosmaninho tem origem no Alentejo e destaca-se pela sua cor clara, um aroma floral pouco intenso e um gosto doce e subtil. O mel é considerado um importante complemento à alimentação, já que tem um alto teor energético e é rico em substâncias benéficas ao equilíbrio do organismo, tais como vitaminas, minerais e aminoácidos.

Voltando à revista “Evasões”, deixamos dois pontos muito importantes para os mais curiosos e aventureiros:

Como cultivar e cuidar

Gosta de solos pobres e bem drenados, com uma boa exposição solar. Plantar em compassos de 50 cm. Vive bem em altitude ou na proximidade do mar. Adapta-se bem em vasos e floreiras, mas o substrato deve ser mudado com regularidade. Cortar a planta regularmente, sobretudo após a floração. Nunca a deixar desprovida de folhas após a poda. Evitar plantar na bordadura dos relvados, porque não suporta a rega por aspersão. Depois de instalada e assim que assume o porte adulto, não necessitará de rega para sobreviver.

Colheita e utilização

Usam-se as flores, frescas e/ou secas. A melhor altura para proceder à colheita coincide com a fase de pré-floração (antes das flores abrirem). Deve cortar-se a flor com o caule com cerca de 10 a 20 cm. A secagem deve ser efetuada em ramos ou em tabuleiros. Deverá prever que algumas da flores se soltam facilmente das espigas. A secagem natural é fácil e as flores ficam normalmente com boa cor. Usar no tempero de assados, em infusões (tem efeito desinfetante) e usar para aromatizar doces e açúcar.

Conheça este produto:

Frasco de 1Kg de Mel Rosmaninho
10,00

Mel Rosmaninho 1kg

Quero!
Um Frasco de Mel Rosmaninho de 500g
6,00

Mel Rosmaninho 500g

6,00
5kg de Mel Rosmaninho
42,00

Mel Rosmaninho 5kg

Quero!
Frasco de Mel Rosmaninho BIO
7,00

Mel Rosmaninho BIO 500g

Quero!
Um frasco de Mel Rosmaninho BIO
4,00

Mel Rosmaninho BIO 100ml

Quero!
Frasco de Mel Rosmaninho com Própolis
6,00

Mel Rosmaninho com 5% Própolis 250g

6,00
Mel Rosmaninho Cristalizado
6,50

Mel Rosmaninho Cristalizado 500g

6,50
Conjunto com 225g de Mel Rosmaninho, 225g de Mel Eucalipto e 100g de Pólen
9,00

Conjunto 3 Frascos

Quero!
Conjunto com um Mel Rosmaninho, um Mel Eucalipto e 15g de Pólen
6,00

Conjunto 3 Frascos Mini

Quero!

Veja também

Subscreva a newsletter e faça parte do nosso mundo!

As novidades estão sempre a chegar à Quinta das Tílias: novas delícias de mel, hidromel e chocolates, bem como os seus produtos preferidos de beleza e saúde que só as abelhas conseguem fornecer.

E-mail adicionado com sucesso, obrigado